Oficinas de Arte Educação

sexta-feira, 12 de março de 2010

PROJETO "IMPLANTANDO UMA BRINQUEDOTECA NA ESCOLA MUNICIPAL"







Buscamos fazer uma reflexão teórica e de vivências práticas. Delimitamos o problema para a educação das séries iniciais da Escola Municipal Maria José Holanda do Vale, tendo como foco central mostrar os vários aspectos do brincar como fonte impulsionadora do desenvolvimento e da aprendizagem da criança. O professor será o facilitador, saberá contextualizar o brincar à medida que ele possua fundamentação teórica para compreender o jogo e a brincadeira, desenvolvendo na criança as suas potencialidades, com fim pedagógico, possibilitando novas situações de aprendizagem.


Fomos envolvidas nesse universo lúdico, onde nos identificamos com a proposta e nos convencemos de que a ludicidade é um instrumento de comunicação importante para praticarmos a aprendizagem com intenção, provocando um ambiente seguro e uma linguagem muito familiar para os alunos. Assim sendo, recebemos o convite da Supervisora da Escola Municipal Maria José Holanda do Vale.
A princípio, o convite era otimizar um espaço existente que estava sem funcionar. Feito o reconhecimento desse espaço, nos reunimos e montamos as estratégias, as reuniões de planejamento e de esclarecimento às professoras sobre o que era e sobre a importância da brinquedoteca.

O brincar é uma alternativa que engloba várias possibilidades, demonstrando que as práticas lúdicas devem ser mais aceitas e respeitadas na rotina das escolas, pois elas vão privilegiar a educação que visa ao desenvolvimento pessoal, no conhecimento pelas vivências, a auto estima e a criticidade, além de prepará-los para responderem de forma mais criativa aos desafios que encontrarem na tarefa do aprender, então, devemos compreender a importância do tema para a formação dos professores nos mais variados meios acadêmicos já que as pesquisas sobre esse tema aumentam em importância e comprovação. O lúdico é necessariamente fundamental para o aprendizado infantil e, para que isso ocorra, é crucial que os professores saiam das universidades preparados para lidar com ele.
Iany Bessa

Nenhum comentário:

Postar um comentário